VAIANA

É importante estar com o a Nônô e o Afonso sem que o bebé ande sempre "alapado" a mim. Por isso, e porque o horário permitiu, ontem aproveitei a oportunidade para estar sozinha com os miúdos e fomos os três ver a antestreia do novo filme da Disney - Vaiana.
O filme é espetacular e nós adorámos.


Vaiana, a nova princesa da Disney, é uma jovem aventureira, destemida, corajosa e persistente que, ajudada pelo semi-deus Maui parte numa ousada missão. Juntos atravessam o mar do Pacífico numa viagem cheia de ação, encontrando monstros marinhos e mitos antigos.

Este é um daqueles filmes que não podem perder. Estreia hoje.


O REI VAI NU também está no FACEBOOK e INSTAGRAM
















DORMI A NOITE TODA - SONO E PICOS DE CRESCIMENTO


SONO
É essencial para o desenvolvimento físico e mental do bebé e é importante que ele durma o suficiente. Sem a quantidade certa de sono o pequeno ficará incomodado, irritável e inconsolável. Um bebé que está neste estado - cansado - não se alimenta bem e consequentemente não dorme bem. Nos primeiros tempos o bebé não deverá ficar acordado até por mais de duas horas. Alguns só aguentam uma hora. 
Observem o vosso bebé e os sinais que vos indicam que é hora de dormir. Os meus, por exemplo, bocejavam muito.
Eis o que eu faço para ajudar o bebé  a ter um bom sono e que este seja, gradualmente, mais longo durante a noite:
  • Nos primeiros tempos não deixo que fique acordado até mais de duas horas;
  • Não deixo que durma muito tempo ao fim da tarde;
  • Não deixo entrar visitas no quarto do bebé durante os períodos de sossego; 
  • Evito que se canse muito ou seja demasiado estimulado, principalmente ao fim do dia e depois do banho;
  • Ao fim do dia, deito-o às 19h. Considero este horário muito importante para deitar o bebé uma vez que quando cai a noite, naturalmente, o nosso corpo produz melatonina - hormona responsável pelo sono - o que , quanto a mim, vai condicionar o sono noturno do bebé;
  • Não embalo para dormir;
  • Não utilizo chupeta;
  • Coloco o bebé no berço envolto no swaddle e acordado para que se acomode sozinho para dormir - isto ajuda a que se acordar durante a noite consiga voltar a adormecer sozinho (serve esta explicação também para o embalar ou a chupeta);
  • Em casa dorme sempre no mesmo local, com o mínimo de luz possível, ambiente calmo e porta fechada - de dia há o barulho normal e o quarto nunca consegue ficar totalmente escuro mas durante a noite fica muito escuro - faço isto por dois motivos: 1- para que o bebé aprenda a distinguir o dia da noite (a noite serve para dormir) 2- ambiente escuro ajuda na produção de melatonina;
  • Não utilizo luzes de presença, móbil com sons ou luzes e outro tipo de periféricos;
  • Se o pequeno adormecer enquanto mama,  acordo-o ligeiramente antes de o colocar no berço.

PICOS DE CRESCIMENTO 
O bebé já está ambientado com as rotinas e até já conseguiu dormir algumas horas seguidas durante a noite mas, de repente, ficou tudo do avesso. Está irrequieto, tem uma fome insaciável, mama de hora a hora, está constantemente a acordar e parece que o nosso esforço foi todo em vão. Indentificam-se com a situação?
Sim, os responsáveis por esta reviravolta são os picos de crescimento. 
Os picos de crescimento acontecem porque, por exemplo, o aumento de peso, comprimento, perímetro cefálico,... do bebé está a desenvolver-se a um ritmo superior à norma e/ou então, também se pode dar, em função das novas aquisições que o bebé vai conquistando - dar gargalhadas, conseguir virar-se, sentar-se, falar, gatinhar,... Posto isto, os picos de crescimento servem apenas para satisfazer as futuras necessidade do bebé - nomeadamente mais alimento - devido ao seu desenvolvimento e, desta forma, fazer aumentar a produção de leite para receber a quantidade que precisa.
Estima-se que os picos aconteçam aos cerca de 15 dias, 3, 6, 9 e 12 semanas, e ainda, aos 3, 6, 9 e 12 meses. 
O que fazer?
Paciência e persistência é a receita, pois não há muito a fazer. Nestas alturas eu tento não sair muito das rotinas e dou de mamar sempre que o pequeno solicita. 

Fotografia Pau Storch

E pronto, é isto! Ufa, tanta coisa!
Ainda faltou falar dos momentos lúdicos com o bebé, as saídas à rua e em família, levar/buscar os miúdos à escola ,  as actividades extracurriculares e toda uma logística desta família de 5.
Ora bolas, não quero parecer arrogantemente, mas parabéns a mim e ao pai! É que isto, posto no papel, fica-se com outra perspectiva e a "magia", os "truques" ou o "segredo" é toda uma dinâmica que dá muito trabalho. Se dá!...



O REI VAI NU também está no FACEBOOK e INSTAGRAM



ASBIHP | CAMPANHA "AH, MAS SÃO VERDES!"



"Os Defeitos do Tubo Neural, entre os quais a Spina Bífida, afectam cerca de 500,000 nascimentos por ano, excluindo as gravidezes que não chegam a termo. 
Em 1991 descobriu-se que o ácido fólico contribui para a redução dos defeitos do tubo neural em cerca de 72%, desde que tomado nas doses diárias recomendadas pelo médico antes da mulher  engravidar e nos primeiros meses de gestação
Os defeitos do tubo neural, entre os quais a Spina Bífida, ocorrem nos primeiros 28 dias de gestação, antes da maioria das mulheres saber que está grávida 
Para o ácido fólico ser eficiente na prevenção da Spina Bífida a maioria das mulheres tem que ter reservas desta vitamina antes da concepção e durante essas primeiras semanas de gestação
Na maioria dos países cerca de 50% das gravidezes não são planeadas. Quando estas mulheres descobrem que estão grávidas é demasiado tarde para prevenir a Spina Bífida nos seus bebés
Uma alimentação consciente e rica em folatos é muito importante. Mas o suplemento é fundamental para a prevenção dos defeitos do tubo neural, entre os quais a Spina Bífida

Se está a pensar engravidar informe-se junto do seu médico de família."

+ info|  www.asbihp.pt


O REI VAI NU também está no FACEBOOK e INSTAGRAM

DORMI A NOITE TODA - ALIMENTAÇÃO, ARROTAR E CÓLICAS

Fotografia Pau Storch


ALIMENTAÇÃO
Em relação às mamadas a frequência está nas rotinas que referi aqui. A duração é à vontade do freguês, ou seja, o tempo que ele quiser. A média dos meus filhos é de 30 minutos em cada mama. O importante é que ingiram a quantidade suficiente e de preferência que se alimentem mais e melhor durante o dia, para que durante a noite não sintam necessidade de se alimentar. No início é normal adormecerem a mamar - a maminha e o colo também lhes dá consolo, conforto e segurança. O truque é ir mexendo nos pés, não agasalhar demasiado e, desta forma, fazer com que continuem a mamar.
A mamada depois do banho e durante a noite são feitas no quarto onde dorme, com pouca luz e com mínimo de estímulo (não falo nem mantenho contacto visual). Para além disso, as mamadas durante a noite costumam ser muito rápidas e nessas eu não estímulo para mamarem mais. 

ARROTAR 
Só me lembrei de falar sobre o arroto porque desta vez temos aqui uma característica única no António, novidade para mim até então, que atrapalhava o sono do pequeno. 
O António, depois de mamar, tem dificuldade para arrotar e fica extremamente irritado quando não consegue - esperneia, chora, põe as mãos na boca (agora que já leva as mãos à boca, porque antes abria a boca e parecia que estava à procura de mama) e só se acalma depois de conseguir arrotar. No início não compreendia o que era e muitas vezes ele até adormecia sem arrotar. Depressa me dei conta que o miúdo, por qualquer motivo, quando não arrotava, acordava num berreiro e assim o sono era sempre interrompido. 
Os bebés arrotam porque durante a alimentação engolem ar, que fica acumulado no estômago e intestinos. O arroto acontece quando esse ar volta e é libertado pela boca. Quando o bebé é muito pequeno o seu sistema digestivo é imaturo e pode precisar de ajuda para arrotar - colocar o bebé junto ao ombro ou senta-lo ligeiramente inclinado para a frente e dar umas palmadinhas nas costas até sair o arroto.

CÓLICAS
Em relação às cólicas tenho três experiências diferentes: a Leonor teve muitas cólicas até cerca dos 6 meses, o Afonso nem me dei conta que as teve e o António teve até aos dois meses e meio.
As cólicas podem interferir com o sono e com as rotinas uma vez que um bebé com cólicas acorda com dores e não vai conseguir acomodar-se para dormir novamente. O choro das cólicas penso que seja bastante diferente (pelo menos nos meus é) é mais estridente, eles cerravam os punhos e dobravam as pernas energicamente. Também me apercebi que o bebé pode "procurar alimentar-se" pois a sucção acalma a dor e isto leva-nos ao engano e a achar que o bebé ficou mal alimentado. 
Em caso de acordar com cólicas o que costumava fazer era, sem grandes estímulos e com pouca luz, massajar a barriguinha, dobrar as pernas na direção da barriga ou estimular o anus com a cânula no bebegel para o bebé fazer cocó ou dar punzecos, depois dava um pouco de maminha e voltava a colocar no berço.

DORMI A NOITE TODA - ROTINAS, SWADDLE e CHORO


ROTINAS 
Acredito muito no poder das rotinas. As rotinas devem ser feitas de forma consistente - todos os dias, às mesmas horas, e com a mesma cadência - desta forma os pequenos conseguem prever o que vai acontecer a seguir. Esta capacidade de antecipar ajuda-os a perceber o que esperar e a confiar que os seus cuidadores vão conseguir satisfazer as suas necessidades, o que lhes transmite um profundo sentimento de segurança. 
Eu começo as rotinas assim que saio da maternidade. E vou ajustando os horários conforme vão crescendo (as necessidades de um recém-nascido são diferentes de um bebé de um mês, dois, seis,... e adiante), com pequeninas mudanças.

Esta foi a rotina da primeira semana:
7:00h - mamar
8:30h às 10:00h - sesta
10:00h - mamar
11:30h às 14:00h- sesta 
14:00h - mamar
15:30h às 17:00h - sesta
17:00h - mama uma maminha
18:00h - banho
18:15h - mama a outra maminha
19:00h às 21:50h - dormir
22:00h - mamar
O sono diurno não deverá passar das quatro horas e meia e durante a noite costumam acordar duas vezes para se alimentarem (situação que vai reduzindo conforme vão crescendo)

A rotina agora com três meses:
7:00h - mamar
09:00 às 09:45h - sesta
11:00h - mamar
12:00h às 14:15h - sesta
14:30h - mamar
16:30 às 16:45/17:00h - sesta
17:00h - mama uma maminha 
18:00h/18:15h - banho
18:30h - mama a outra maminha
19:00h às 22:20h - dormir
22:30h - mamar
O sono diurno é reduzido para cerca de três horas, consegue estar mais desperto e não acordam durante a noite (exceto nos picos de crescimento ou raras exceções) 

Os horários das rotinas que utilizo são do livro "o livro do bebé feliz" da Gina Ford

SWADDLE OU "CREPE" 
Nos primeiros dois meses sempre que coloco o bebé para dormir envolvo-o numa manta - swaddle. O bebé fica estilo "crepe". Acredito que este método ajuda-o a dormir melhor, pois evita que o bebé acorde devido ao reflexo de moro - resposta do sistema nervoso do bebé quando ele perde a sensação da segurança que a limitação do espaço físico promove. 
A partir dos dois meses envolvo-o apenas por debaixo dos braços porque é entre os dois e os quatro meses que o síndrome de morte súbita atinge o auge e o sobreaquecimento é um dos principais fatores de risco (nunca fiando).

CHORO
Um bebé chora, já se sabe! Mas quando um bebé chora não quer dizer que esteja em sofrimento. O choro é a sua forma de comunicar e de pedir para que satisfaçam as suas necessidades. Choram por fome, sono, desconforto, cólicas, birras, consolo, tédio,... choram porque sim e porque não.  
Em relação ao dormir, nos primeiros tempos barafustavam quando os envolvia no swaddle e também quando os colocava no berço. Coloco-os no berço ainda acordados. Nunca choraram mais que 10 minutos (e 10 minutos parecem uma eternidade). Mas lá se acomodavam e acabavam por adormecer. 
Ainda hoje, quando começo a envolver o António no swaddle ele já vai barafustando e reclama quando o coloco no berço mas assim que saio do quarto e fecho a porta cala-se (sabe muito).

Posts anteriores


O REI VAI NU também está no FACEBOOK e INSTAGRAM

FELIZ HALLOWEEN!!

Ele quis ser um demónio-zombie e ela uma princesa-fantasma.
Com esta idade já não conseguimos influenciar as escolhas. A Nônô, ainda assim, pede para que seja a mãe a criar/inventar a indumentária, já o Afonsini embirrou com esta máscara feia-que-dói. 
O que importa é que fiquem felizes!





Feliz Halloween para quem gosta de brincar aos sustos!!! 


O REI VAI NU também está no FACEBOOK e INSTAGRAM







HALLOWEEN - SIM OU NÃO?

Por cá tudo o que seja motivo para máscaras e brincadeiras (fofinhas sou aterradoras) nós alinhamos e dia 31 de Outubro não é exceção. 
Bem sei que a tradição não é nossa e blá, blá, blá... mas sinceramente isso pouco importa, até porque muitas das brincadeiras aqui em casa também passam por nos fantasiarmos dos mais diversos personagens. Só não saímos à rua.
Acho que não há mal nenhum em explicar-lhes que há outros países e pessoas com diferentes costumes e tradições. As nossas crianças já começam a ter iniciação ao inglês em idades percoces e nessas aulas, por esta altura, falam sobre o Halloween. Porque não festejar também? Mas adiante... Vá, o que nós queremos mesmo é rambóia e "dar asas" à imaginação. Os miúdos escolhem a fantasia e esta mãe (que também gosta destas folias) encarrega-se de concretizar os desejos.
Nos anos anteriores tivemos uma vampira, um arranhiço, uma menina Frankenstein e um lobimiúdo. Este ano a escolha é uma princesa-fantasma e um demónio. 



E vocês, também gostam de brincar ao Halloween ou nem por isso? Se sim, contem-nos que personagens aterradoras vão ser. 


O REI VAI NU também está no FACEBOOK e INSTAGRAM