Bendito Sling

Cada vez que o pai vai sozinho levar ou buscar os miúdos à escola vem sempre a queixar-se... O Afonsini que tem de estar a colo, porque ainda não anda. Segurar a Nônô, que não pára quieta, com medo que se lembre de atravesar a estrada. Agarrar em mais uma centena de coisas (casacos, mochilas, livros,...) para não falar no malabarismo que é quando está de chuva. A solução? O SLING.
Eu já o usava desde que a pequena nasceu e foi o dinheirinho mais bem gasto de sempre (apesar de não ser nada caro), e continuo a usar ainda hoje. Para mim é fácil, ponho o Afonsini no Sling e fico com as mãos livres para segurar a Nônô e todas as outras coisas.
Mas este exemplo é só uma pequena amostra da quantidade de vantagens que este objecto tem.
Na minha opinião (e de muitas outras pessoas, certamente) o uso do Sling tem benefícios enormes, pois interfere positivamente na construção dos vínculos de afecto entre mãe e filho, facilita a amamentação e permite que o bebé receba uma série de estímulos sensoriais. Sente o cheiro e o calor do corpo da mãe, ouve os batimentos do coração, como quando estava dentro da barriga, e todos os outros estímulos novos do mundo exterior. É sem dúvida aquilo que eu lhe costumo chamar: um útero com janela!
Além de todos os benefícios emocionais é muito prático, leve e fácil de usar. E para quem , como nós, vive numa zona onde andar com o carrinho parece mais uma aventura no safari urbano (ruas estreitas e passeios que não cabem carrinhos, subidas e descidas, buracos, carros a passar, ...) é a melhor opção.

Como o pai já estava fartinho-da-silva do mesmo suplício cada vez que ia à escola, resolveu comprar o próprio sling. Sim! porque o sling é feito à medida e, como é obvio, o meu não lhe servia. 
Após uma pesquisa lá se decidiu e entrou em contacto com a Carla da Baci Baby, uma querida que teve uma paciência de santo para aturar este pai (vaidoso que só ele), pois que o malandro, apesar de existir uma grande variedade (slings girissimos) teve que querer um personalizado. E ainda, nos explicou tudinho sobre o Sling. Enfim... 
Um grande obrigada à Carla que deixou o pai mais tranquilo e eu, que já não tenho de o ouvir.

Para quem quiser dar uma vista de olhos e saber mais sobre o Sling é aqui: Baci Baby 






2 comentários:

  1. Que gosto que me dá ver assim o sling a uso! Obrigada, Olga e felicidades para os quatro!

    ResponderEliminar