O Amigo Imaginário


Os amigos imaginários são personagens criadas pelas crianças, mas uma coisa é certa: eles existem mesmo! E existem porque a dimensão do fenómeno é muito superior a uma simples imaginação. É mais comum apareceram entre os 2 e os 6 anos de idade, uma vez que, nestas idades, a linha entre realidade e imaginação é muito ténue.

O amigo imaginário ajuda a combater os medos, ele é forte, é amigo e protege, ou seja, é um excelente factor protector, emocional e psicológico uma vez que auxilia no desenvolvimento, na compreensão de factos e na elaboração de sentimentos que ocorrem em diferentes situações, funcionando como refúgio, ou ainda, como válvula de escape saudável e normal.

O amigo imaginário pode ajudar a criança a lidar com as mudanças de hábitos, ansiedade, stresse, medos, perdas, angústias e outras tantas situações que podem fragilizar o psicológico. Diante de tais situações, a criança procura um amigo para lhe amparar, sendo que esse pode ser invisível ou personificado através de um brinquedo ou objeto utilizado para dar vida ao amigo. 

O nosso comportamento enquanto pais deve ter como base a compreensão e o respeito, já que tal atitude por parte da criança é normal. Nunca se deve questionar a criança acerca da existência de tal amigo ou ridicularizá-la dizendo que é um disparate, pois o verdadeiro disparate é não entender que os amigos imaginários existem mesmo! Até porque pode ser um aliado dos pais, uma vez que ajudará a compreender o que a criança quer expressar através do amigo (sentimentos, frustrações, receios, desejos, etc..). No entanto, e apesar de respeitado, não deve ser muito estimulado nem procurar saber todos os pormenores acerca amigo para evitar que o imaginário ganhe demasiada força do ponto de vista da criança. 

Devemos ficar preocupados quando o amigo imaginário passa a influênciar a vida da criança, participa em todas as atividades e, ainda, passa a prejudicar o relacionamento com outras crianças da mesma idade e com os pais, fazendo esquecer a realidade. 

A partir dos seis anos, aproximadamente, o amigo imaginário é substituído por um amigo real.

Sem comentários:

Enviar um comentário