Nônô no Ballet

Sempre achei que iniciar os miúdos numa actividade desportiva era bom, mas apenas uma. Não concordo que tenham muitas actividades, até porque nestas idades é super importante o brincar, na medida em que ajuda no desenvolvimento e fomenta a aprendizagem por meio de avanços sociais e cognitivos mediados pelo brinquedo. De qualquer forma, uma actividade desportiva sã e equilibrada favorece o crescimento e reforça as defesas da criança. O desporto tem também um papel importante na socialização, distracção e diversão. Normalmente os pequenos têm desde logo uma preferência do desporto que gostariam de praticar e a sua escolha é influenciada por várias circunstâncias. É justo respeitar os seus desejos e inclinações, pois devem experimentar coisas novas e, acima de tudo, divertir-se.

Desde os 3 anos que a Nônô diz que quer ir para o ballet. Na verdade isto começou porque a avó Tita ofereceu-lhe o livro "Anita no Ballet". Como a pequena gosta muito de livros e de ouvir histórias andou durante uns tempos sempre a pedir para lhe ler esse livro e vai na volta pedia para ir para o ballet. Deixei-a "maturar a vontade" e este ano continuava a pedir a mesma coisa.

Depois de alguma pesquisa sobre escolas de Ballet, decidimos que queríamos que fosse apenas uma vez por semana (que é o suficiente para estas idades) e perto da logística diária. Fomos conhecer a escola, o espaço, as pessoas e ficou combinado a Nônô experimentar uma primeira aula, sem compromisso. Nesse dia a miúda estava que não se podia, super contente e ainda por cima fez uma amiga, a pequena C. que, como ela, também ia à aula experimental. Certamente já conhecem a pequena C., porque a mãe também tem um blogue, Cacomae.  Uma referência dos "mummy blogs", sem dúvida! Adorei conhecer a Ana pessoalmente. 5 estrelas!

A Nônô adorou a aula e, está claro, birra para ir embora. Mas como o ballet tem algum rigor na indumentária e as meninas precisam de um equipamento especifico e igual (meias, maillot, sapatilhas, fita e por aí) e, antes de iniciar a aula não se calava em que também queria ter roupas iguais às outras meninas consegui que parasse com a birra e lá fomos experimentar o equipamento. Estava radiante! Quis ir vestida para fazer surpresa ao pai. Quando cheguei a casa e o pai perguntou como foi e o que fez, ela responde: "é muito lindo e divertido... fiz uma amiga igual a mim! também é loira dourada como eu e vamos ser amigas bailarinas de passarinhos em pézinhos!".


10 comentários:

  1. Como já disse noutros posts, sou totalmente fã da Nônô, e cada vez mais fã do seu blog. Ainda não tenho filhos, pelo que não acompanho a maioria dos que são dedicados às crianças, mas vou vendo um ou outro, e o seu está top! ;) consegue dar uma vertente mais generalista, pequenas coisas do dia à dia, e ao mesmo tempo entrar em pequenos problemas, também diários, que para quem é pai acho que ajudam bastante.
    Espero que tenha imenso sucesso, porque sem dúvida este blog vale muito a pena por tudo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom Aniri! Nem sabe como as suas palavras me deixaram feliz. É que sabe tão bem quando gostam do que fazemos. Um grande beijinho (de coração) <3

      Eliminar
  2. Adorei...e a C. grande não para de me pedir para ver a Nônô...este post está exactamente o que se passou lá por casa :)

    Beijinho e até quarta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cá em casa é a mesma coisa, todos os dias pergunta se amanhã é dia de ballet e se a amiga loira dourada como ela também vai. :) Até quarta. Beijinhos

      Eliminar
  3. A L. é a miúda mais castiça e com mais pinta da blogosfera e arredores!! Delicio-me sempre imenso com as histórias que contas dela, não há palavras! E estas fotos do ballet.. um tesouro! A minha preferida é a de olhos fechados, mesmo como quem está a fazer a coisa com intenção!!! Temos de nos encontrar amiga! Miss you! <3 Bjs pra todos aí em casa!*

    ResponderEliminar
  4. "amigas bailarinas de passarinhos em pézinhos" é a coisa mais doce que ouvi nos últimos tempos :)

    ResponderEliminar
  5. Espero que a Nônô esteja a gostar!
    Comecei no ballet com 5 anos e dancei até as 18. Fiz grandes amizades, tinha colegas fantásticas e uma das coisas que mais gostava, era não haver competição para ver quem dançava melhor. Sempre nos ajudamos umas às outras e estávamos lá por gosto.
    Tive a sorte de ter uma professora maravilhosa, super culta e extremamente exigente formada pela Royal Ballet School.
    Grande parte da paixão que tenho por opera e musica clássica foi passada por ela, sempre nos explicou a história de cada compositor, todo que estava por de trás da musica que dançávamos.

    P.s- Descobri o seu blog, depois de ser a Nônô no blog d'O Alfaiate Lisboeta :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Mariana!
      A Nônô está a ADORAR! Tem ballet uma vez por semana e todos os dias acorda a perguntar se hoje é o dia do ballet. No dia em que tem ballet é a euforia completa. Adora as colegas e apesar de ser muito pequenina está super entusiasmada. A verdade é que foi uma coisa que ela pediu muito e, para ser sincera, espero que continue assim. Ela está feliz e isso para mim é que importa. ;)
      Beijos

      Eliminar