Infinito amor

Como já devem ter reparado ao fim-de-semana não costumo vir postar. O fim-de-semana é 100% dedicado à família e, por isso, decidi que era só nela que me concentraria. No entanto existem sempre excepções e, porque hoje a minha Nônô deixou-me em êxtase de tanta felicidade, tive que vir partilhar.



De vez em quando dá-me uma vontade assolapada de beijar os meus filhos. Estava a minha miúda sentada no sofá e começo a dar-lhe beijinhos...

Nônô: - Mãe tu às vezes és marota.
Eu: - Porquê?!
Nônô: - Porque tu às vezes beijas-me muito.
Eu: - Pois é! É que eu amo-te muito e não te resisto.
A Nônô abraça-me com muita força e diz: - Mãe eu gosto muito, muito, muito, muito, muito de ti e amo-te muito, muito, muito, muito... assim com as minhas mãos, e com as mãos do pai, e com as mãos do maninho... e com as mãos de todas as pessoas... amo-te estrelas! Sabes o que isto quer dizer?
Eu (completamente nas nuvens): - O quê?
Nônô: - Que eu tenho infinito amor

A sério, há melhor que isto?!

7 comentários: