Dia internacional do livro infantil

Era uma vez... É assim que tudo começa. São três palavras simples, mas quando estão juntas abrem as portas para um mundo novo, imprevisível. O primeiro “era uma vez” de uma criança normalmente é seguido de outros tantos. É uma viagem sem volta. E realmente desse mundo fantástico ninguém quer voltar.

O Dia Internacional do Livro Infantil comemora-se hoje na mesma data que, há 208 anos, nasceu o escritor dinamarquês Hans Christian Andersen. Muitos podem não o conhecer, mas certamente não se esquecem das suas obras: O Patinho Feio, O Soldadinho de Chumbo, A Pequena Sereia e A Polegarzinha. A origem humilde do escritor não impediu que criasse histórias que encantaram gerações por todo o mundo. Na verdade, o contacto com diferentes níveis sociais ajudou-o a construir o contraste percebido em várias das suas narrativas.







O cartaz alusivo deste ano é da autoria de Maria João Worm, vencedora do Prémio Nacional de Ilustração do ano passado.

Sem comentários:

Enviar um comentário