Paieeee leva-nos contigo!!!


Este últimos dias foram dias de "consumir" o pai ao máximo. Isto porque nos próximos dois meses (bolas, DOIS MESES, até me custa pensar em tanto tempo) não vamos ter o pai ao pé de nós. E não vai ser nada fácil. Nem para mim, nem para os pequenos. Ainda esta manhã o Afonso levou o tempo todo a chamar pelo pai, enquanto a Leonor tentava explicar-lhe que o pai tinha ido viajar para muuuitooo longe. E como é que eu vou aguentar este tempo todo uma logística familiar sozinha? Sim, sozinha, porque por cá não há ajudas de avós ou terceiros, apenas a mãe e o pai. Bem eu não sei como é que vai ser. Espero não "pifar da mona", porque só de pensar em vestir, pequenos-almoços, almoços, jantares, levar à escola e ir buscar, dar banhos, subir um 3º andar sem elevador, birras à mistura,... e toda uma dinâmica que quem tem filhos conhece bem, temo pela minha sanidade. Se nos entretantos eu não aparecer por aqui com alguma regularidade é normal, mas se não aparecer de todo é porque deu-se-me uma coisinha má. Fiquem atentos!!!

11 comentários:

  1. Estou aqui ao lado!! E sabes que amo essas coisas boas!!! :) **

    ResponderEliminar
  2. Aiiii... Coragem! Um beijinho, Sofia

    ResponderEliminar
  3. Muito, muito boa sorte! Esperemos que eles colaborem e te ajudem. E ainda fiquei mais solidária com o 3º andar sem elevador... Custa tanto, não custa? Nem sei como me vou orientar agora quando nascer o Afonso e eles passarem a ser dois... Beijinhos e que os 2 meses passem a voar!!!

    ResponderEliminar
  4. Eu já estou sozinha á 2 meses e ainda me falta mais um mês e também sou sozinha não tenho mais ninguem...no inicio custou-me imenso mas depois até a minha M de 3 anos começou a colaborar e surpreender...Força!

    ResponderEliminar
  5. Sorte, coragem, força, nem sei o que desejar! Na verdade, deve ser muito complicado e só entende quem passa pelo mesmo.Vai ser uma nova experiência e com certeza irá correr pelo melhor. Vai passar rápido, Olga.
    Se precisar de ajuda...sei que não serve de muito,mas quero dizer-lhe que estou solidária e que continuarei aqui para a ler, mesmo que sejam desvaneios quando "pifar da mona" :)
    Um beijo grande e muita coragem.Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Um post que entro do triste, porque é verdade deve custar muito, mas muito mesmo, achei uma delicia e uma ternura pela forma como o escreveste...


    Um grande beijinho e já sabes tudo o que puder ajudar nem que sejam briuncadeiras no jardim..avisa please.

    ResponderEliminar
  7. Obrigada pelas palavras de conforto e ajuda. Sei que não vai se fácil e assim que precisar não hesitarei em pedir ajuda sim? Fico mesmo feliz em saber que posso ter com quem contar ou a quem recorrer. Adoro-vos!!!!

    ResponderEliminar
  8. Cada vez é mais comum...Eu estive sozinha uns tempos, nos primeiros meses do Gui. Agora reunimo-nos os tres outra vez em Luanda :)

    ResponderEliminar