Se... tenho vergonha

Algumas crianças são muito extrovertidas. Outras são mais tímidas quando estão perto de pessoas pouco familiares ou não se sentem à vontade para se juntar a outras crianças. A timidez não tem de ser encarada como um problema, mas é possível ajudar a criança a sentir-se mais confortável.


Será timidez?
Quando a criança é tímida, costuma demorar um bocadinho a ficar à vontade:

  • A criança refugia-se nos pais quando está com pessoas novas ou pouco familiares (por exemplo, pede colo, esconde-se atrás das pernas)
  • A criança demora um bocadinho a sentir-se à vontade com pessoas desconhecidas (por exemplo, não fala, fica a observar outras crianças a brincar)
  • A criança consegue ultrapassar a timidez ao fim de algum tempo e explora livremente.

Como ajudar a criança?
Dar oportunidades: Garanta que a criança tem muitas oportunidades de estar com pessoas para além da família mais próxima (por exemplo, leve-a ao parque, convide amigos a irem lá a casa).

Respeitar: Não se ria, não goze, não critique nem se zangue quando a criança mostra vergonha.

Não rotular: Evite classificar a criança como "envergonhada".

Dar tempo: Não pressione a criança. Dê-lhe espaço e tempo para se ambientar e para se aproximar quando se sentir confortável.

Dar segurança: Enquanto a criança se está a ambientar, mantenha-se disponível e dê-lhe conforto (acompanhe-a, sente-se perto dela). Nesta fase, não desapareça sem avisar a criança. Por vezes pode sair de perto dos pais, mas de tempos a tempos pode sentir necessidade de os procurar novamente. Nessas alturas, dê-lhe um miminho e encoraje-a a ir brincar novamente.

Encorajar: Mostre à criança aspectos do ambiente à vossa volta que a possam interessar a explorar ("Olha, o Miguel e a Marta estão a brincar com plasticina"). Dê sugestões sobre formas de se envolver na brincadeira ("Queres ver que cores têm?"). Quando a criança conseguir ultrapassar a timidez, valorize.

Não evitar: Não evite todas as situações em que a criança se sente pouco à vontade. É importante estar com outras pessoas para aprender que consegue ficar mais à vontade.

Quando procurar ajuda?
Por vezes, a timidez da criança pode ser mais intensa e perturbadora e afectar o seu bem-estar. Algumas crianças são vencidas pela sua timidez.
  • Se a criança fica muito receosa ou ansiosa face a situações em que tem de interagir com outras pessoas e chora, tem dores de barriga ou náuseas, treme, transpira
  • Se a criança não consegue estabelecer relações com pessoas fora da família, como os colegas, educadoras ou outros adultos
  • Se a criança tem quatro anos ou mais e nunca brinca com outras crianças ou não tem pelo menos um ou dois amigos
  • Se a criança se recusa a falar fora de casa
      Peçam apoio aos vossos profissionais de saúde!

Sem comentários:

Enviar um comentário