O 3º Aniversário do Afonsini - Tudo sobre a festa

Podem dizer o que quiserem, exagero ou não, os meus filhos vão ter sempre festas de aniversário assim para o TOP (modéstia à parte), a menos que eles me digam que não querem (e acredito que um dia isso vai acontecer). Até lá, todos os aniversários vão ser pensados, planeados e executados com muita dedicação, detalhe e muito, muito amor. Vou continuar a ser a "mãe exagerada" e não acho que lhes faça mal algum, que fiquem mais mimados, mais materialistas ou digam lá o que disserem. E querem saber que mais? Dá-me um gozo tremendo, por isso, que se lixe!

Gostamos muito de receber, amigos e família, em bem e em bom e, para mim, o aniversário dos meus filhos, representa não só celebração de mais um ano de vida dos pequenos, mas também é uma forma de agradecermos, a quem gostamos, o carinho, a amizade, a paciência e o fazerem parte das nossas vidas. Acho bonito e uma das coisas que quero ensinar aos meus filhos é o saber receber, dar sempre o melhor e agradecer por termos pessoas que gostam de nós e que são nossas amigas. 

O Afonsini fez 3 anos. Está um crescido! Pediu-me cavalos como tema para o aniversário. Lembrei-me que seria giro, e porque está um grande regila, fazer algo dentro do tema índios. 

O convite, bem ao meu gosto, muito clean e simples tinha que ter amarelo (exigência do pequeno). 


Eu queria que a festa fosse diferente e original. Nada do que estamos habituados a ver. Queria arriscar. Como base escolhi o preto e branco com alguns padrões geométricos. As cores néon e os brilhantes prateados deram, definitivamente, o factor inesperado e "tcharam".

Havia fardos de palha, lanternas, penas com pontas brilhantes, triângulos e pequenos cavalinhos de cores néon. Almofadas brancas, pretas, cinzentas e de cores néon, sobre mantas brancas e cinza. 
As caixas de madeira e ardósia tinham as sanduíches e salgados vários, enquanto que nas caixas de latão haviam delícias fresquinhas. 
Uma mesa, feita com duas paletes de madeira, onde estava o bolo de aniversário e as restantes iguarias. 
Um móvel de apoio, que adoro, para as bebidas e copos. Os mais crescidos, desta vez, tiveram direito a bebidas só para eles (cerveja fresquinha e sangria de champanhe). 

Os miúdos adoraram brincar na tenda e tiveram direito a pinturas faciais de índio. Não faltaram os tão desejados cavalos, com crinas néon, que fizeram as delícias de miúdos e graúdos e foram os gifts para os pequenos índios da festa.

Tudo, tudo pensado ao pormenor e com muitos detalhes que fazem toda a diferença.



O Bolo de Aniversário feito pela querida Tânia da ARTerices Gulosas.










As fotografias estão de babar. Só tenho que agradecer à querida Sara Pita pelo fantástico trabalho, simpatia, amizade e a recordação maravilhosa que ficamos deste dia especial. Obrigada Sara!
Mais sobre o trabalho da Sara AQUI e AQUI

E agora "a puxar brasa à minha sardinha", esta festa teve assinatura da Mimo, claro! Para quem não tem tanto jeitinho para fazer festas, tempo ou paciência a Mimo tem todo o gosto em dar-lhe uma ajuda. Os cavalinhos-de-pau, convites ou outros produtos também podem ser comprados na nossa loja.

Contactos e informações:
O REI VAI NU também está no FACEBOOK e INSTAGRAM

2 comentários:

  1. Que festa MARAVILHOSA, tantos pormenores, TODOS a ver com o tema, e muita 'coolness'. Eu que tambem organizo festas com empenho para os meus filhos, olho para este cenario e so consigo pensar no trabalho que teve. Parabéns, está qualquer coisa.

    ResponderEliminar