Desabafo cansado

Não sei como aguento o lufa-lufa dos meus dias. Juro-vos que não estou nada a exagerar. A sério! Arranjar tempo para fazer tudo está a ser de loucos. Os dias são agitados, muitos quilómetros percorridos, agendar reuniões, ir aqui, ir ali, enviar e-mails, organizar, planificar, materializar, fazer compras, comida, bricolage, costurar, escrever,... tudo isto, sem contabilizar a vida familiar. Uma logística familiar como tantas outras. Dar banhos, preparar refeições, arrumar a casa, levar e ir buscar os miúdos à escola, o ballet da Nônô, o taekwondo do Afonsini, e por aí... 
Poucas horas de sono e noites em branco. Cansaço. Muito cansaço. Como consigo? Não sei! Mas este modo de estar tem efeitos colaterais. Nada bons, claro! Há muito stress acumulado, muita vontade de hibernar durante uns dias (ou meses). Há dias que me "salta a tampa" e fico sem paciência. A família  leva por tabela. E os miúdos... Já cheguei ao ponto de gritar. Eu, a gritar com os pequenos (grande estúpida). Quem me conhece (e se está a ler isto) deve estar com aquela expressão, de olhos esbugalhados e queixo caído, de um incrédulo não acredito. É verdade! Claro que, depois arrependo-me. Muito. Não sou assim e gritos não é a minha praia. Mas ando tão estoirada (não, não é desculpa) sinto a minha cabeça e o meu corpo separados. Ela a rebolar e ele a arrastar-se. Grave... E escrevo. Escrevo para me mentalizar que não sou uma super mulher. Não tenho poderes especiais, clones ou capacidade de mutação. Também não consumo drogas e o corpo ganhou resistência às elevadas doses de cafeína. Escrevo porque os dias não aumentam e o relógio não deixa de fazer o tic-tac do costume. Escrevo para me lembrar que talvez seja o momento de abrandar, de aproveitar os fins-de-semana, que não tenho, as idas ao parque e as brincadeiras com os pequenos, que cada vez são menos. Os beijinhos, os amassos e os momentos a dois, que têm sido muito escassos. Escrevo para purgar as dores no corpo e na alma. É-se forte, aguenta-se, mas há limites e temo que os meus estejam ali, mesmo ao virar da esquina. 



O REI VAI NU também está no FACEBOOK e INSTAGRAM

1 comentário:

  1. aguentamos tudo e raramente temos oportunidade de fazer reset, standby, off... logo que apanhar uma aproveite!

    ResponderEliminar